Pular para o conteúdo principal

Avião civil mais rápido do mundo, Citation X será descontinuado

Considerado a obra-prima da fabricante Cessna Aircraft, o jato executivo Citation X, hoje o avião civil mais rápido do mundo, vai sair de linha neste ano (2018). A aeronave capaz de voar a velocidade máxima de 1.115 km/h por muito pouco não é supersônica (a velocidade do som é de 1.225 km/h). Apesar do desempenho expressivo, o jato lançado em 1996 vem perdendo espaço no mercado de aviação executiva nos últimos anos, com volumes de entregas cada vez menores.

Segundo reportagem do Aviation Week, o Citation X perdeu sua atratividade por conta de seus altos custos operacionais que superam os de modelos concorrentes, enquanto a tendência do mercado é justamente a redução de despesas. O jato fabricado nos Estados Unidos é avaliado em US$ 23 milhões (cerca de R$ 83,8 milhões) e em 22 anos de produção somou mais de 300 entregas, número que é considerado um sucesso na aviação executiva.

Um dos rivais do Citation X, um jato executivo médio e longo alcance, é o Embraer Legacy 650, que pode alcançar a velocidade máxima de 850 km/h. O primeiro protótipo do Citation X voou em dezembro de 1993 e a primeira entrega aconteceu em julho de 1996. O primeiro cliente do jato foi o ex-golsta americano Arnold Palmer.

A aeronave da Cessna, porém, só recebeu a “coroa” de avião civil mais rápido do mundo em 2013, depois que a fabricante lançou um pacote de atualizações para a aeronave que tinha como uma das melhorias o aumento de 5% da potência dos motores. Os modelos com essa conguração são chamados pela fabricante de Citation X+.

O super-jato da Cessna pode ser congurado para transportar até 12 passageiros em uma cabine dividida em três ambientes. De acordo com dados da fabricante, o Citation X tem autonomia de 5.956 km. Esse alcance, no entanto, só pode ser alcançado com o avião em velocidade de cruzeiro de 972 km/h, desempenho que também está entre os melhores do mundo.

Fonte: airway.uol.com.br

Comentários